NOMEADOS

Vieira Matias

Amado da Silva

Licínio Moreira da Silva

Luís Amado

Pedro Matos

Vítor Crespo

D. António Pinheiro

Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008
Vieira Matias

Almirante Vieira Matias Nasceu em 1939

 
          O Almirante Nuno Gonçalo Vieira da Silva, natural de Porto de Mós e filho do jornalista João Matias, teve o primeiro contacto com o mar em Portimão, onde começou a aprender a velejar aos 12 anos. Ingressou, em 1958, na Escola Naval onde deu inicio a uma fulgurante carreira na Marinha de Guerra. Desempenhou diversas funções de comando, em terra e no mar, actividades didáticas, de estado-maior e outras, como o exercício do cargo de capitão dos portos de Portimão e Lagos. Frequentou, em países da NATO, uma dezena de cursos, o último dos quais, 1988/89, no Naval War College, EUA. No posto de almirante, foi Subchefe do Estado-Maior da Armada, Superintendente dos Serviços do Material, Comandante Naval e Commander-in-Chief Iberian Atlantic Area.
          Entre 1997 e 2002 desempenhou o cargo de Chefe do Estado-Maior da Armada.
          Terminado o serviço no activo, tem-se dedicado a actividades de cidadania que visam a ligação de Portugal ao mar, como a Comissão Estratégica dos Oceanos. É professor convidado da Universidade Católica Portuguesa, Vogal do Conselho das Ordens Honoríficas e do Conselho Supremo da Liga dos Combatentes, membro do European Security Research Advisory Board da UE . É um dos mais recentes membros da Academia das Ciências de Lisboa.
          O seu curriculum magnífico ao serviço do país assim como a sua notável dedicação a actividades de cidadania ligadas ao mar, fazem do Almirante Vieira Matias uma referência para os portugueses e um motivo de exaltação para todos os portomosenses.
publicado por Joga às 00:36
link do post | ACRESCENTAR DADOS BIOGRÁFICOS | favorito
|
Domingo, 21 de Janeiro de 2007
Amado da Silva

Amado da Silva (foto ANACOM)  Nasceu em 1944

 

          José Manuel Amado da Silva é Presidente do Conselho de Administração da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) e Professor Catedrático Convidado do Instituto Superior Técnico.

          Nascido no seio de uma tradicional família do nosso concelho, cedo foi viver com os pais para Leiria onde a mãe era professora primária e o pai tipógrafo numa gráfica da cidade. Filho exemplar e aluno brilhante, José Manuel licenciou-se em Engenharia Químico-Industrial pelo IST e posteriormente obteve o Doutorado em Economia pela Universidade Católica Portuguesa.

          Foi docente em várias instituições de ensino superior e universitário tendo sido Vice-Reitor da Universidade Católica Portuguesa, consultor de empresas e conselheiro de membros do Governo e de Institutos Públicos nas áreas de privatizações, avaliação de programas comunitários, estratégias empresariais, política industrial e regulação.
          Tem vários estudos e publicações na área da regulação e concorrência.

          Amado da Silva sendo uma personalidade nacional de reconhecido mérito científico e académico que tem contribuído com a sua inteligência e trabalho para o desenvolvimento do nosso país, alcançou uma notoriedade maior do que o concelho que o viu nascer constituindo, por isso, um notável exemplo e motivo de orgulho para todos os portomosenses.

 

Saber mais...

publicado por Joga às 01:40
link do post | ACRESCENTAR DADOS BIOGRÁFICOS | favorito
|
Domingo, 10 de Dezembro de 2006
Licínio Moreira da Silva

Licínio Moreira da Silva (Foto Região de Leiria)(1935-2005)

 

          Licínio Moreira da Silva era natural de Anadia mas viveu grande parte da sua vida na vila de Porto de Mós onde exerceu, a par com a advocacia, uma intensa actividade política. Foi Deputado à Assembleia da República desde Março de 1984 até Novembro de 1991, vogal da Comissão Política do PSD na era de Aníbal Cavaco Silva e autarca persistente. Presidenta da Câmara de Porto de Mós em 1969 foi reconduzido em 1973 até Junho de 1974 - facto que fez dele um dos cinco autarcas nacionais que “sobreviveu” à mudança do regime.

          Eleito Presidente da Assembleia Municipal em 1977, exerceu esta função até 2005.

          Porque fez a época de transição de um período revolucionário sem grandes tumultos, porque deixou a sua marca de seriedade e de serviço à comunidade com enorme dignidade, Licínio Moreira da Silva está, por direito próprio, na galeria dos Grandes Portomosenses.

 

Saber mais...

Domingo, 26 de Novembro de 2006
Luís Amado

Luís Amado (Foto MinNegEstrangeiros)  Nasceu em 1953

 

          Luís Filipe Marques Amado é Ministro dos Negócios Estrangeiros da República Portuguesa. Talvez inspirado pelo pai Fernando, que era conhecido como “o Político”, Luís Filipe cedo revelou qualidades oratórias e sobretudo comprometimento cívico. O pós 25 de Abril de 1974 foi a sua circunstância. Militante socialista, teve o seu período de consolidação política como deputado na Assembleia Legislativa da região autónoma da Madeira, facto pelo qual, ainda hoje, é conhecido como madeirense.

          Este ex-consultor e economista de formação, foi também deputado à Assembleia da República e Auditor do Tribunal de Contas.

          Político de carreira, desempenhou no Partido Socialista as funções de Secretário Nacional para as Relações Internacionais e foi chamado, por diversas vezes, a colaborar nos Governos de Portugal quer como Secretário de Estado quer como Ministro nas áreas em que é reconhecida a sua competência: Defesa e Negócios Estrangeiros.

          Ao serviço do nosso país, este grande portomosense colecciona méritos e condecorações dos Governos de Espanha, França, Bélgica, Grécia, Argentina, Benin, Togo e Gabão.


 

Saber mais... mais... e mais.
 

publicado por Joga às 22:32
link do post | ACRESCENTAR DADOS BIOGRÁFICOS | favorito
|
Pedro Matos

Pedro Matos(1961-2005)

 

          Pedro Manuel Amado Roque de Matos, matemático e pedagogo, foi Presidente do Conselho Científico e Professor Coordenador da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria.

          Mestre em Matemática - Ramo de Especialização em Física-Matemática pela Universidade de Coimbra, obteve o Doutoramento em Matemática Pura com uma investigação sobre a "Interpolação por meio de espaços intermédios gerais de operadores compactos, operadores estritamente singulares e outros ideais relacionados”.

          Como professor, foi assistente convidado do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e leccionou na Escola Secundária de Porto de Mós (1989 a 1992)

           O empenho que demonstrou na promoção humana da comunidade, aliado ao elevadíssimo padrão ético e à impecável noção de serviço público, erguem-no como um portomosense exemplar.
 

publicado por Joga às 22:30
link do post | ACRESCENTAR DADOS BIOGRÁFICOS | favorito
|
Vítor Crespo

Vítor CrespoNasceu em 1932

 

          Vítor Manuel Trigueiros Crespo, portomosense e revolucionário, foi protagonista da Revolução dos Cravos tendo sido mesmo o único oficial da Marinha de Guerra a participar no 25 de Abril de 1974.
          Membro da comissão coordenadora do Movimento das Forças Armadas; Alto-Comissário e Comandante das Forças Armadas em Moçambique até à independência desta ex-colónia, em Junho de1975; Ministro da Cooperação no Governo de Pinheiro de Azevedo (VI Governo Provisório) e membro do Conselho de Revolução até 1982, foram algumas das funções que este ilustre portomosense desempenhou com paixão e mérito ao serviço do país.

          O Almirante Vítor Crespo, actual director da Biblioteca da Marinha, deu um importante contributo para a conquista da Liberdade.

 

Saber mais... mais... e mais.

D. António Pinheiro

Foto não disponível(1520-1582)

 

          Distinguiu-se como homem das letras, prelado e conselheiro, algumas vezes porém, mal sucedido. Como orador brilhante, D. António foi apelidado  «Cícero português». Reformou a Universidade de Coimbra e deixou diversas obras, entre as quais: «Tratado sobre os Salmos»; «Da Eloquência da Língua Portuguesa»; «Comentários de Quintiliano»; «Das Coisas Antigas de Portugal».

          Foi mestre do príncipe D. João, filho de D. João III e bispo de Miranda e de Leiria. Contam as crónicas que aquando da expedição de D. Sebastião ao Norte de África, D. António Pinheiro, ter-se-á deslocado à corte, para convencer o jovem rei a não partir. Como sabemos, não teve sucesso nesta diligência.  Igualmente sem sucesso, se terá deslocado a Madrid, tentando convencer Filipe II a não invadir Portugal.

          D. António Pinheiro foi, por tudo isto, um notável portomosense.

 Saber mais... e mais.
 

publicado por Joga às 00:18
link do post | ACRESCENTAR DADOS BIOGRÁFICOS | favorito
|
UMA INICIATIVA
PARTICIPE

Quem é, para si, o maior portomosense de sempre?

CONTRIBUTOS

(ordem alfabética)

- Ana Narciso
- João Neto
- José Carlos

 

VISITAS
 Cingular Phones   
subscrever feeds